23 de abr de 2017

Você quer mesmo ser uma #GirlBoss ?

|

Sabe aquele livro que você  sempre teve curiosidade em ler mas que nunca achou para comprar em lojas físicas e nas lojas online estavam super caros, o livro da vez virou série da Netflix #GirlBoss o livro que quase toda blogueira/amante de moda já desejou ler pelo menos uma vez na vida e que metade das pessoas que o desejaram já leram finalmente ganhou sua versão na nossa tão amada Netflix, assim que recebi a notificação e acabei de assistir a outra série que estava na lista comecei a assistir Girl Boss, e preciso confessar que apesar da produção ser excelente a história em si me deixou extremamente boquiaberta.

A série/livro conta a história da CEO da Nasty Gal Sophia Amoruso, que apesar de inspiradora por ter ido atrás dos seus sonhos e começado pequeno e criado um império, retrata também um lado não tão legal para se chegar onde precisa. 

Se você já ouviu falar em meritocracia essa série retrata muito bem esse sistema de gestão, na série/livro vemos uma menina branca, magra, com um pai que possui uma boa condição financeira e que teve a possibilidade de largar a faculdade para ir atrás dos seus sonhos. Vemos o retrato de uma jovem que mesmo passando por dificuldades terá a quem recorrer caso algo dê errado, e mesmo que ela não o faça ela tem a possibilidade.



A forma como Sophia trata as outras pessoas também foi algo que me chamou atenção logo no primeiro episódio. Ser uma pessoa determinada não significa que você pode pisar em outras pessoas, ser cordial com os outros faz parte do processo de crescimento. (Okay, vemos ai o retrato da realidade atual, onde as pessoas não se importam com os sentimentos dos outros, mas até que ponto devemos reproduzir isso?)

Se sentir bem consigo mesma é algo positivo, certo? Errado se for da forma da Sophia, para se sentir melhor Sophia coloca todos a sua volta para baixo, como se na vida a única coisa que importasse é o quanto ela está bem ou o quanto ela pode crescer, evoluir se dar bem as custas de alguém.
Isso passa pelo ponto novamente de como ela trata as pessoas que estão a sua volta.


Mas para ninguém dizer que eu sou a guria que assistiu a série somente para criticar preciso dizer que a produção foi excelente, a escolha dos atores foi magnifica, a trilha sonora muito bem elaborada.
E apesar da minha opinião sobre a série fiquei curiosa para ler o livro e saber se essa será realmente a minha opinião final.