13 de ago de 2013

Um pouco de mim.

|

O filme de hoje do tela quente me fez refletir como foi o meu ensino médio, na verdade me fez pensar como foi a minha passagem pela escola, sim eu agradeço a Deus por essa tortura ter passado rápido.
Sim aquela época foi uma das piores da minha existência e confesso que apesar de agora querer voltar um pouco no tempo e ter aproveitado mais, ido a mais festas feito mais amigos.
Eu rezei tanto para aqueles tempos acabarem, afinal de contas não é fácil ser uma das únicas gordinhas da sala, pior ainda quando todos na escola zombam de você.
meu ensino fundamental serviu para me mostrar o quão ruim e maligna as pessoas podem ser, zombavam do meu peso, cabelo e cor de pele desde o momento em que estava no ponto esperando a condução escolar até o momento em que ficava nas salas de aula e acreditem não parou durante um bom tempo.
Lembro até hoje quando meus pais compraram o meu primeiro computador, um branco mega gigante com uma tela péssima, e quando conseguimos colocar internet na minha casa as gozações não pararam na escola, continuavam pelo MSN, e quando lançou o orkut foi ainda pior.
Lembro de um tal de Wallace e Roger que estudaram na mesma escola que eu, eles fizeram da minha vida um verdadeiro inferno.
quando sai da quarta série do fundamental e fui para a quinta achei que a minha tortura terminaria, lendo engano continuei na mesma escola, logo as mesmas pessoas também continuaram.
O que foi pior é que como as pessoas da minha escola a maioria morava perto da minha casa a chacota nunca parava quando eu ia embora.
Na quinta série havia um menino na minha escola chamado Douglas, que era uma série a mais que a minha que me fazia sofrer a cada momento que me via.
Quer dizer antes fosse apenas eles quando ele começava a me abusar a escola quase toda continuava.
Então chegou o final do ano e eu me mudei de escola e pensei nossa agora vou para um lugar onde ninguém me conhece, engano meu a maioria das pessoas foram para essa escola e sim a zoação continuou, então quando terminei o ensino fundamental pedi aos meus pais para me colocar na mesma escola que o meu primo estudava, e adivinha as coisas não mudaram muito.
Eu continuava sendo a nerd gorda que ninguém liga com poucos amigos.
Só tinha um ponto positivo, no meio do ano como a escola era "grande" haviam outras pessoas para serem zoadas então eu consegui fazer mais amigos, a maioria são meus amigos até hoje, mas sempre tem aquelas pessoas que tiram um sarro com a sua cara sempre.
Agora quatro anos depois de ter terminado o meu ensino médio percebo que todos esses anos me definiram, me fez uma pessoa mais forte focada no que realmente importa e feliz comigo mesma.
E acreditem a cerca de um mês dois meninos que me zoavam quando era menor me disse que eu mudei pra melhor e que adorariam me reencontrar.
Porém tem uma frase que a minha mãe sempre me dizia quando alguém pedia desculpa a ela.
"Quem bate esquece, quem apanha lembra". Certo que eu adorei que eles reconheceram isso mas fazer o que hoje em dia sou uma pessoa melhor porém meu passado me condena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário